segunda-feira, 25 de julho de 2011

29º Festival de Dança de Joinville

         Neste final de semana, dias 23 e 24 de julho de 2011, o grupo Natyakshithi participou do 29º  Festival de Dança de Joinville - SC, considerado o maior do mundo.
        O grupo realizou apresentações na Praça Nereu Ramos, Garten Shopping, Shopping Müller, Shopping Cidade das Flores e na Feira da Sapatilha sob muitos aplausos do público.
        Para mais informações sobre o festival acesse o site: http://www.festivaldedanca.com.br/







                    O Festival de Dança de Joinville completou este ano sua 29º edição. Com apresentações aberta ao público em geral, competições, cursos, seminários, entre outras atrações, fazendo com que seja o maior festival do mundo. Inserindo a dança na área artístico-cultural, de lazer, de saúde e de educação.
                São 10 dias em que a cidade respira dança em todos os lugares e horários. Onde podemos experienciar, aprender, compartilhar, apreciar, saborear, se emocionar e porque não ver dança indiana?
                Ano passado o grupo Padma de Florianópolis participou da noite competitiva com uma coreografia de Bollywood e este ano eu participei com uma coreografia de Bharata natyam nos palcos abertos, dançando na Praça Nereu Ramos, Garten Shopping, Shopping Müller, Shopping Cidade das Flores e na Feira da Sapatilha, tudo isto em dois dias.
                Vejo aqui na minha cidade, Curitiba, que as pessoas ainda tem muita resistência à dança indiana, independente do seu estilo, devido as informações incompletas e erôneas que circulam pelos meios de comunicação. E, neste festival, pude perceber que é possível inserir a dança indiana no meio nacional da dança, e que seja reconhecida pelos profissionais.
                Nestas cinco apresentações que fiz no festival, não somente fui muito aplaudida pelo público, mas também senti que as pessoas estavam gostando e admirando o que estavam vendo. Como também me faziam várias perguntas antes e depois.
                Andar com o figurino pela Feira da Sapatilha também foi uma experiência muito boa. É lógico que chamei muita atenção e deixei as pessoas curiosas com toda aquela roupa e ornamentos; isto fez com que elas viessem conversar comigo sobre a dança que eu fazia e se interessassem em assistir minha próxima apresentação.
                Foi muito bom perceber que mesmo a dança indiana tendo “uma cultura” tão diferente da nossa, ela é capaz de alcançar a platéia brasileira, mesmo que esta não tenha nenhum conhecimento sobre a cultura e a filosofia hindu. Que ela encanta e emociona o público.
                Acredito que a dança indiana foi reconhecida por aqueles que a assistiram e isto prova que nossa arte precisa ser mais divulgada ao público em geral, e não apenas aqueles que tem interesse pela cultura indiana. Pois, nós, profissionais da arte indiana, também temos espaço no meio das outras danças que dominam o mercado brasileiro, como ballet, jazz, contemporâneo e hip hop.
                A dança está crescendo em nosso país, cada vez mais as pessoas se conscientizam sobre seus benefícios, independente da área em que está inserida. E, espero que desta forma, a dança indiana também cresça e seja valorizada!

Nenhum comentário:

Postar um comentário